Método Postural Facial

 

Método Postural Facial

A partir da experiência de trabalho e dos resultados positivos que aconteceram com o Tratamento das Rugas de Expressão, emergiram potencialidades de, aprofundando essa mesma metodologia, intervir de uma forma mais vasta a nível facial.

A nível estético, com melhorias evidentes na diminuição das rugas de expressão e dos sulcos faciais, mas também nas desarmonias labiais e assimetrias faciais;

A  nível trófico, com nítidas melhorias na textura, brilho e consistência da pele do rosto;

A nível funcional, com resultados muito positivos nos desvios do septo nasal e nas retrações labiais dos respiradores orais e simultânea melhoria da respiração nasal com diminuição do número e intensidade dos episódios de sinusites e inflamações da nasofaringe;

A nível artístico, com melhoria no desempenho e conforto de cantores, actores e outros profissionais da voz.

One Response to “Método Postural Facial

  • Para além das diferenças óbvias nas fotografias e de um sentimento imediato de frescura na cara, senti uma leveza maior na minha relação com os outros e com o trabalho. Senti uma distância maior, uma espécie de desapego nas situações mais tensas, o que me permitiu encará-las (esta expressão vem de cara, não é?!) de uma maneira mais saudável. Foi como se tivesse limpo as tensões passadas e, portanto, estivesse mais disponível para as novas.
    Sim, vamos manter-nos em contacto. A distância não pode ser impedimento. Acredito que com um trabalho continuado, os resultados serão ainda mais significativos. E quem sabe poderá apresentar este processo a outras pessoas…
    Tenho feito os exercícios de respiração com os meus alunos e aproveito e faço com eles. Muito obrigada. Grande ajuda.
    Abraço
    Ana Ester Neves
    (cantora lírica)
    …………………………………………………………………………………….

    Canto desde que me conheço!
    Enquanto pequena tinha uma extensão vocal enorme e conseguia chegar aos agudos que pretendia, mas ao crescer a voz alterou-se e passei a ter mais dificuldade no acesso aos agudos. Tenho formação musical e estudei canto. Com as aulas de canto fiquei sabendo que sou meio-soprano, visto o meu registo ser intermédio (atinjo alguns graves e alguns agudos, tendo bastante registo médio). Falando com o meu professor de canto Francisco Brazão, tive conhecimento do Fisioterapeuta José Carlos Pereira e do seu Método Postural Facial. Fui experimentar e o que é certo é que fazendo o 1º tratamento senti logo uma diferença ao fazer os agudos, a voz produziu com mais facilidade as notas agudas que eu tanto me esforçava e que me criavam tanta tensão na voz!

    Foi uma experiência gratificante!
    Muito obrigada.
    Cláudia Amaro
    (cantora)

Deixe uma resposta